Friday, December 15, 2006

instantes

nossos sorrisos brilhavam tão tolos sob aquele forte vento do alvorecer. as cores se misturaram naquele céu de maneira inédita e exclusiva. era o nosso nascer do sol, feito para aquele dia especial em que deixáramos para trás o sono e a rotina. olha as expressões, alegria inocente de criança que descobre a vida em cada momento de uma noite em claro. que assiste segundo a segundo a escuridão virando dia. e o vento gélido, ao invés de amedrontar, balança os cabelos e aumenta os sorrisos. há horas em que tudo parece tão certo, não? guardamos esse dia como poucos outros na memória, cantinho especial reservado em porta-retrato moldura de prata. a gente se contenta com tão pouco, se vende por tão pouco, arrisca tudo por tão pouco...que é estranho contemplar nossa própria imagem nesta foto desfocada.

3 comments:

Mensonge said...

o que importa é que a foto parece ter visualizado nossas mentes: desfocadas.

Ramon" de Castro said...

tentamos imitar a vida como eramos crinças, ja nao é mais possivel, a vida nao nos deixa ser como queremos

Mr.Ed said...

Que profundo kra...
é bem verdade isso.....

uma foto pode significar tanto pra uns e tão pouco pra outros né ?

As lembranças são boas, por isso é bom viver bem a vida, pra que ela não fique só em lembranças

flw um abraço